Home / Política / Temer falou em ‘conspiração’, diz senador que se reuniu com presidente

Temer falou em ‘conspiração’, diz senador que se reuniu com presidente

senador Sérgio Petecão (PSD-AC) disse nesta quinta-feira (18) que, durante uma reunião no Palácio do Planalto, o presidente da República afirmou que é vítima de uma “conspiração”.

O parlamentar participou de uma reunião com o presidente no começo da manhã desta quinta, antes de o presidente cancelar a agenda oficial.

O colunista do jornal “O Globo” Lauro Jardim informou nesta quarta (17) que os proprietários da JBS, Joesley e Wesley Batista, disseram em delação à Procuradoria-Geral da República (PGR) que gravaram o presidente dando aval para comprar o silêncio do deputado cassado e ex-presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

“O presidente perguntou: ‘vocês viram esse episódio? Que coisa chata’. Ele [Temer] falou em uma possível conspiração contra ele também. Ele disse: ‘nesse momento, que a economia tem dado sinais, o dólar está caindo, a bolsa tem dado bons sinais, a minha ida até o encontro da Marcha dos Prefeitos teve uma repercussão muito positiva e de repente surge um episódio desses. Eu creio que isso seja uma conspiração'”, relatou Petecão.

A reunião com Petecão era o primeiro dos 18 compromissos de Temer nesta quinta. Logo após a reunião com o parlamentar, porém, os outros 17 compromissos que constavam na agenda do presidente foram cancelados. No site do Planalto, a agenda foi substituída para “despachos internos”.

Depois de cancelar os encontros, o presidente se reuniu com os ministros Eliseu Padilha (Casa Civil), Moreira Franco (Secretaria-Geral da Presidência) e Antonio Imbassahy (Secretaria de Governo).

O parlamentar do Acre disse ainda que, durante a reunião, Temer aparentava tranquilidade durante o diálogo e que não falou em renunciar em nenhum momento.

Após a reportagem de “O Globo”, partidos de oposição, e até mesmo da base aliada, cobraram que o presidente renuncie ou que seja alvo de processo de impeachment.

“Ele disse ‘estou firme, estou forte, eu vou sair disso. Vou mostrar pro povo que não devo nada’. Em momento algum ele falou em renúncia, em qualquer tipo de decisão nesse sentido”, afirmou Petecão.

Segundo o senador, Temer afirmou que recebeu o dono da JBS, mas que o “encontro foi normal”. “Ele nunca imaginou que o empresário pudesse estar gravando, ou algo desse tipo”, acrescentou.

About 4zCJKeUz0FbnF6ZD1U

Notícias Relacionadas

PF prende Wesley Batista, dono da JBS e irmão de Joesley

MARCOS BEZERRA/FUTURA PRESS/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO 13.set.2017 – Wesley Batista deixa sede da PF para audiência …