Home / Política / Temer pode ser afastado caso PGR ofereça e STF acate denúncia contra ele

Temer pode ser afastado caso PGR ofereça e STF acate denúncia contra ele

Presidente teria sido gravado dando o aval para comprar silêncio de Eduardo Cunha

O presidente da República, Michel Temer (PMDB), não está imune a uma investigação pela PGR (Procuradoria-Geral da República), já que a imunidade não abrange ações no exercício da Presidência. Nesse cenário, caso a ação penal oferecida pela procuradora seja recebida pelo STF (Supremo Tribunal Federal), ele será imediatamente suspenso do cargo.

A afirmação é possível com a análise do parágrafo primeiro do artigo 86 da Constituição Federal, que diz:

“Art. 86. Admitida a acusação contra o Presidente da República, por dois terços da Câmara dos Deputados, será ele submetido a julgamento perante o Supremo Tribunal Federal, nas infrações penais comuns, ou perante o Senado Federal, nos crimes de responsabilidade.
§ 1º O Presidente ficará suspenso de suas funções:
I – Nas infrações penais comuns, se recebida a denúncia ou queixa-crime pelo Supremo Tribunal Federal;
II – Nos crimes de responsabilidade, após a instauração do processo pelo Senado Federal”.

Nesta tarde, o jornal O Globo publicou que Temer teria sido gravado por Joesley Batista, um dos donos da JBS, dando o aval para o pagamento de propina para comprar o silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Na Câmara, um grupo de deputados já se manifestou no plenário pedindo o impeachment do peemedebista.

No caso de afastamento, o primeiro nome da linha sucessória do governo é o do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (PMDB-RJ).

About 4zCJKeUz0FbnF6ZD1U

Notícias Relacionadas

PF prende Wesley Batista, dono da JBS e irmão de Joesley

MARCOS BEZERRA/FUTURA PRESS/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO 13.set.2017 – Wesley Batista deixa sede da PF para audiência …