Home / Notícias Câmara / Aumento de salários dos parlamentares pode ser votado nesta quarta

Aumento de salários dos parlamentares pode ser votado nesta quarta

As propostas de reajuste dos salários de deputados, senadores, presidente e vice-presidente da República deverão ser votadas nesta quarta (15) ou quinta-feira (16). A informação foi dada pelos líderes do PSol, deputado Ivan Valente (SP), e do PSDB, deputado João Almeida (BA), depois da reunião dos líderes partidários com o 1º vice-presidente da Câmara, deputado Marco Maia (PT-RS), nesta terça-feira.

De acordo com Ivan Valente, o deputado Nelson Marquezelli (PTB-SP) vai apresentar dois projetos de decreto legislativo em nome da Mesa DiretoraA Mesa Diretora é a responsável pela direção dos trabalhos legislativos e dos serviços administrativos da Câmara. Ela é composta pelo presidente da Casa, por dois vice-presidentes e por quatro secretários, além dos suplentes de secretários. Cada secretário tem atribuições específicas, como administrar o pessoal da Câmara (1º secretário), providenciar passaportes diplomáticos para os deputados (2º), controlar o fornecimento de passagens aéreas (3º) e administrar os imóveis funcionais (4º). da Câmara. Marquezelli, porém, não quis comentar as declarações nem confirmar se será o relator dos projetos que tratam dos reajustes dos salários.

Marco Maia informou que haverá reunião da Mesa Diretora nesta quarta-feira (15), às 11 horas.

Equiparação com o STF
Um dos projetos, segundo Ivan Valente, será para equiparar os salários dos ministros de Estado, do presidente e do vice-presidente da República ao salário atual dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). O outro fará a equiparação dos subsídios dos deputados e senados ao montante recebido atualmente pelos integrantes do STF. Assim, o valor dos salários dos parlamentares passaria dos atuais R$ 16.700 para cerca de R$ 26.400.

Valente também afirmou que, durante a reunião de líderes, seu partido foi o único a manifestar-se contra o reajuste no valor proposto. “O PSol é contrário a essa proposta e defende que haja apenas o reajuste inflacionário para o aumento parlamentar – em torno de 17%, 18%”, ressaltou.

Na opinião de João Almeida, o salário dos parlamentares está muito defasado em relação ao último reajuste, ocorrido em 2007. O líder do PSDB lembrou que o assunto já foi discutido antes e voltou à pauta durante a reunião de líderes. “Há um projeto construído pela Mesa da Casa, que será submetido às lideranças, e que, provavelmente, será apreciado amanhã”, afirmou. Segundo ele, a proposta elaborada por Marquezelli levará os salários dos parlamentares a um valor muito próximo do que hoje é pago aos integrantes do Poder Judiciário.

Reportagem – Renata Tôrres/Rádio Câmara
Edição – Marcos Rossi

About A Casa

Notícias Relacionadas

QUANTOS VEREADORES SUA CIDADE PODE TER

Como é definido o número de vereadores por município O número de vereadores de uma cidade …

Deixe um comentário